Medicamentsen-ligne vous propose les traitements dont vous avez besoin afin de prendre soin de votre santé sexuelle. Avec plus de 7 ans d'expérience et plus de 90.000 clients francophones, nous étions la première clinique fournissant du acheter cialis original en France à vente en ligne et le premier vendeur en ligne de Viagra dans le monde. Pourquoi prendre des risques si vous pouvez être sûr avec Medicamentsen-ligne - Le service auquel vous pouvez faire confiance.

受資助活動評估報告

Relatório sobre Actividades Subsidiadas
Instruções de Preenchimento
O b s e r v a ç õ e s
(1) O Relatório sobre Actividades Subsidiadas é composto por duas partes: Parte A – Sumário Geral do Plano Subsidiado; Parte B – Sumário de Cada Actividade (2) Todas as pessoas / instituições subsidiadas devem preencher o Relatório sobre Actividades Subsidiadas composto pelas duas partes referidas. (3) Se o subsídio atribuído se destinar à realização de mais do que uma actividade, a pessoa / instituição subsidiada deve fazer tantas cópias da Parte B quantas forem as actividades subsidiadas, para descrever separadamente cada actividade. (4) Quando necessário, poderá usar as folhas complementares ou outros impressos disponibilizados para continuar a preencher as informações e os dados necessários. (5) O Relatório, devidamente preenchido, deverá ser apresentado em suporte papel e O Relatório (com versões em Chinês, Português e Inglês) poderá ser preenchido quer à máquina quer por escrito, em letra de imprensa, na língua correspondente. Todo e qualquer documento apresentado não será devolvido. O Relatório devidamente preenchido deverá ser entregue, em conjunto com os outros documentos necessários, ao Departamento de Subsídios e Cooperação da Fundação Macau Endereço: Avenida de Almeida Ribeiro, n.ºs 61-75, Circle Square, 7.º andar, Macau Linha Directa: 87950950; Fax: 28356026; E-ma No caso de ter dúvidas ou dificuldades para preencher o Relatório, contacte com o
Departamento de Subsídios e Cooperação, desta Fundação, que lhe dará toda a
assistência necessária para que complete o Relatório.
Parte A: Sumário geral do plano subsidiado

Quando se trata da pessoa subsidiada, deve preencher o mesmo nome constante do respectivo requerimento.  Quando se trata da instituição subsidiada, deve preencher a mesma designação da instituição constante do respectivo Escolha entre “Sim” e “Não”, assinalando com “” no atribuição do subsídio  Se escolher “Sim”, por favor preenche o impresso “Pedido de solicitado / foi Autorização para a Introdução das Alterações ao Plano Total das receitas efectivamente obtidas das actividades subsidiadas, incluindo o subsídio da Fundação Macau e outras 1.4 Total das despesas Total das despesas efectivas relativamente às actividades Indique a taxa de execução orçamental do plano subsidiado, calculada segundo a seguinte fórmula: despesas efectivas ÷  Se a actividade tiver um “Saldo Negativo” ou um “Saldo Equilibrado”, assinale com “” no quadrado apropriado, de acordo com a diferença entre as receitas efectivas e as  Se tiver um “Saldo Negativo”, indique o montante da diferença entre as receitas e as despesas efectivas. Preencha com o montante do “Saldo Positivo” e do(s) subsídio(s) recebido(s) a devolver, se for o caso, assinalando com “” no(s) quadrado(s) apropriado(s) para indicar como proceder à devolução  Se tiver outra forma de tratar o montante em causa, é favor do(s) subsídio(s) especificar, no espaço disponível a seguir, no quadrado  Caso o remanescente dos subsídios obtidos não pertençam na totalidade à FM, ou seja parte desse remanescente pertence à FM e outra parte pertence a outra instituição, a entidade subsidiada deve identificar a quem pertence o montante em  Caso o remanescente dos subsídios obtidos pertençam na totalidade à FM, de acordo com o princípio de “finalidade da verba atribuída igual à finalidade da verba aplicada”, o montante em causa deve ser devolvido à FM. A devolução do subsídio recebido deve ser feito mediante a emissão de cheque / livrança à ordem da “Fundação Macau”, devendo tal cheque / livrança ser entregue à FM juntamente com o Relatório sobre Actividades Subsidiadas. A devolução  Preencha a designação do banco que emitiu o cheque / livrança, assinale com “” no quadrado apropriado (entre “Cheque” e “Livrança”), conforme o caso, e identifique o Assinale com “” no quadrado apropriado e por favor apresente as 2.0 Total das actividades Indique o número total das actividades subsidiadas no espaço  Indique os nomes de todas as actividades integradas no plano  Se houve alterações ao nome da actividade, por favor indique os nomes original e actualizado. Exemplo: Publicação da “Revista abc”, no plano original : “Revista yy”.  Preencha também as actividades canceladas e cujo subsídio remanescente seja para devolver. Indique o montante a devolver à FM, se for o caso. Exemplo: Produção de um vídeo (cancelada e MOP80,000 a devolver à FM, por motivo de .); “J&K” – Espectáculo de Dança (MOP80,000 a devolver à FM, Montante global das despesas efectivas de cada actividade Indique o montante do subsídio atribuído pela FM e o montante global de outras receitas de cada actividade integrada no plano Assinale com “” no(s) quadrado(s) apropriado(s). caso tenha um saldo  Se escolher “Outro”, por favor descreva a solução para o saldo negativo, para que a FM conheça, integralmente, a situação Indique o montante global de outras receitas c das actividades subsidiadas e faça a soma das receitas oriundas da mesma fonte e preencha sepraradamente cada fonte de receitas e o correspondente montante obtido. Exemplo: (1) A actividade “1” foi subsidiada pelo IC no montante de MOP50,000 e tem uma receita resultante da venda dos (2) A actividade “2” foi subsidiada pela DSEJ e pelo IC no montante de MOP20,000 e MOP10,000 e tem uma receita resultante da venda dos materiais no montante de (3) Feita a soma, preencha assim: Subsídio da DSEJ – MOP20,000; Subsídios do IC – MOP60,000; Venda dos  Quando se trata de apoio ou receita não pecuniária, escreva (1) Centro de Ciência de Macau – espaço, equipamentos  Poderá usar as folhas complementares disponibilizadas para continuar a preencher as informações e os dados necessários. 2.4 Avaliação sobre a Uma avaliação sobre a execução das actividades subsidiadas. A pessoa / instituição subsidiada poderá fazer uma avaliação dos actividades subsidiadas seguintes aspectos, justificando com elementos factuais: (1) O plano subsidiado atinge o objectivo predefinido em termos de (2) Número de participantes ou utilizadores dos serviços (3) Resultados positivos, prémios ou louvores obtidos; (4) Comparação, avaliação e revisão da execução orçamental e (5) Capacidade de assunção de responsabilidades face ao plano subsidiado e disponibilidade de recursos humanos; (6) Dificuldades enfrentadas e soluções, bem como propostas sobre  Caso pretenda descrever uma determinada actividade / projecto integrado no plano subsidiado, por favor identifique  Especifique ponto a ponto e poderá usar as folhas complementares para continuar a preencher as informações e Se tiver alguns comentários e/ou sugestões sobre os trabalhos de acompanhamento efectuados pela FM, por favor escreva  Especifique ponto por ponto e na falta do espaço poderá usar as folhas complementares para continuar a preencher.  A assinatura da pessoa subsidiada deve ser conforme a constante do documento de identificação.  Quando se trata da instituição ou associação subsidiada, no Relatório deverá ser devidamente aposto o carimbo da instituição ou associação e assinado pelo pessoal da direcção, nomeadamente, o Presidente ou o Vice-Presidente, ou o Director ou o Subdirector ou pessoal de direcção, conforme o respectivo documento de identificação. A assinatura deve ser igual à constante do respectivo requerimento de apoio  O(s) signatário(s) deve(m) declarar que todas as informações apresentadas no Relatório são verdadeiras, que assumirá/ão toda e qualquer responsabilidade legal que ao caso couber e que cooperará/ão com as eventuais investigações e auditorias.  Por favor, indique um contacto (poderá ser a pessoa que preenche o Relatório) para ser o interlocutor da FM e assim se poder esclarecer dúvidas e acompanhar melhor o plano Parte B: Sumário de Cada Actividade Integrada no Plano Subsidiado

I. Informações da Actividade Subsidiada
Preencha com o título da actividade subsidiada. Se tiver qualquer alteração relativamente ao título, identifique. Preencha com a designação da(s) entidade(s) organizadora(s) da  Preencha com a designação da(s) entidade(s) co-organizadora(s) / colaboradora(s), se for o caso.  Exemplo: 3 entidades colaboradoras – A, B e C; 2 entidades 1.4 Data do início da Preencha com a data do início da actividade subsidiada, indicando 1.5 Data da conclusão da Preencha com a data da conclusão da actividade subsidiada, Local da realização da Assinale com “” no quadrado apropriado e preencha com o local exacto para a realização da actividade. Preencha com o número dos destinatários / convidados / trabalhadores / outras pessoas que participam na actividade  “Outro” refere-se, nomeadamente, artistas que apresentam espectáculos, músicos, oradores, docentes, especialistas e  A taxa de assistência calcula-se segundo a seguinte fórmula: número de participantes efectivo ÷ número de participantes  Indique a tiragem, número de exemplares em circulação, número de páginas e o preço de venda da publicação  Indique o preço exacto de venda da publicação na respectiva Por favor especifique os canais e o horário de transmissão e o Assinale com “” no quadrado apropriado. Assinale com “” no quadrado apropriado. um pedido de alteração  Se assinalar no quadrado “Não”, por favor entregue entregue o impresso “Pedido de Autorização para a Introdução das Alterações ao Plano Subsidiado” devidamente preenchido. Assinale com “” no quadrado apropriado. II. Balanço Financeiro
Preencha com todas as receitas resultantes da actividade subsidiada, incluindo o subsídio da FM e outras receitas, nomeadamente, os apoios ou patrocínios de outras entidades ou indivíduos. Exemplo: IC, DSEJ, IAS, venda dos materiais, inscrição / matrícula, donativos e venda de bilhetes,etc.  Além disso, por favor indique a diferença entre as receitas efectivas e as receitas previstas (calculada segundo a seguinte fórmula: receitas efectivas – receitas previstas).  Se a diferença entre as receitas efectivas e as receitas previstas for negativa, ponha o montante entre parênteses. Exemplo: Por favor especifique todas as despesas resultantes da actividade subsidiada e descreva a que tipo de despesa se refere em concreto. Mesmo que o subsídio da FM se destine apenas a uma determinada parte da actividade, é necessário especificar todas as despesas resultantes da actividade.  Além disso, indique a diferença entre as despesas efectivas e as despesas previstas (calculada segundo a seguinte fórmula: despesas efectivas – despesas previstas).  Se a diferença entre as despesas efectivas e as despesas previstas for negativa, ponha o montante entre parênteses.
 Assinale com “” no quadrado apropriado. Saldo positivo / Saldo  Caso assinale com “” no quadrado “Saldo positivo” ou “Saldo negativo”, indique também o montante da diferença entre as receitas efectivas e as despesas efectivas.  Se a diferença entre as receitas efectivas e as despesas efectivas for negativa, ponha o montante entre parênteses. Por favor indique a taxa de execução orçamental da actividade subsidiada, calculada segundo a seguinte fórmula: despesas efectivas ÷ despesas orçamentais × 100. Trata-se do caso que implica a devolução de determinada quantia do subsídio recebido à FM e, neste caso, tem de indicar o montante a devolver e justificar a devolução.  Exemplo: MOP28,000 a devolver à FM, dos quais MOP10,000 resultam do subsídio especial para a publicação e MOP18,000 resultam do subsídio para o arrendamento do Preencha com o montante global do saldo positivo e do(s) subsídio(s) recebido(s) a devolver e assinale com “” no(s) quadrado(s) apropriado(s) para indicar como trata deste  Se tiver outra forma de tratar do montante em causa, especifique no espaço disponível a seguir no quadrado  Caso o remanescente dos subsídios obtidos não pertençam na totalidade à FM, ou seja parte desse remanescente pertence à FM e outra parte pertence a outra instituição, a entidade subsidiada deve identificar a quem pertence os montantes em  Caso o remanescente dos subsídios obtidos pertençam na totalidade à FM, de acordo com o princípio de “finalidade da verba atribuída igual à finalidade da verba aplicada”, o montante em causa deve ser devolvido à FM. Assinale com “” no(s) quadrado(s) apropriado(s). caso tenha um saldo  Se escolher “Outro”, por favor descreva a solução para o saldo negativo, para que a FM conheça, integralmente, a situação Assinale com “” no quadrado apropriado. as despesas efectuadas  A pessoa / instituição subsidiada deverá guardar o original das facturas relativamente às despesas do projecto apoiado, por um período mínimo de dois anos, no sentido de cooperar com o trabalho dos auditores ou para verificação da sua autenticidade e veracidade pela FM, caso necessário.  Se assinalar no quadrado “Não”, deve especificar quais são as despesas sem facturas, indique a sua ordem prevista na tabela Justifique a diferença entre as receitas previstas e as receitas previstas e as receitas  Exemplo: Se não obteve mais nenhum financiamento pretendido, pelo que as receitas efectivas diminuíram no montante cerca de MOP50,000 em comparação com as Justifique a diferença entre as despesas previstas e as despesas previstas e as despesas  Exemplo: Aproveitámos a faixa do palco duma actividade passada, portanto, as despesas com a decoração do local para a actividade diminuíram no montante cerca de MOP3,000. III. Anexos
1. Assinale com “” no quadrado apropriado para indicar os documentos que se juntam ao Relatório e entregue tudo à FM ao mesmo tempo. 2. A pessoa / instituição subsidiada deverá fornecer fotografias, panfletos, cartazes e recortes de jornais, entre outros artigos de propaganda, de acordo com os materiais disponíveis, de forma a dar uma perspectiva completa à FM sobre a realização da actividade subsidiada. 3. No caso de uma publicação/vídeos subsidiados, é preciso oferecer, como retribuição, publicações ou produtos audiovisuais, caso a FM solicite tal retribuição na notificação da deliberação sobre o respectivo requerimento de apoio financeiro. Nesse caso, a pessoa / instituição deverá entregá-los à FM, de acordo com a quantidade solicitada e dentro do prazo estabelecido. Se for um projecto de estudos e investigação, é preciso apresentar os respectivos IV. Declarações
A assinatura da pessoa subsidiada deve ser conforme a constante do documento de identificação. Quando se trata da instituição ou associação subsidiada, o Relatório deverá ser devidamente aposto o carimbo da instituição ou associação e assinado pelo pessoal da direcção, nomeadamente, o Presidente ou o Vice-Presidente, ou o Director ou o Subdirector ou pessoal de direcção, conforme o respectivo documento de identificação. A assinatura deve ser igual à constante do respectivo requerimento de apoio financeiro. O(s) signatário(s) deve(m) declarar que todas as informações apresentadas no Relatório são verdadeiras, que assumirá/ão toda e qualquer responsabilidade legal que ao caso couber, e que cooperará/ão com as eventuais investigações e auditorias. Por outro lado, é favor indicar um contacto (poderá ser a pessoa que preenche o Relatório), para ser o interlocutor da FM de modo a se poder acompanhar melhor o caso.

Source: http://www.fmac.org.mo/upload_files/updata_file/2013/03/25/2013032501_pt.pdf

Microsoft word - varenicline nhs ce.doc

Is varenicline cost-effective enough to be funded by the NHS now? John Stapleton, Kings College London - Institute of Psychiatry 8/12/2006 These are promising times for those treating smokers in the UK services with the launch of an effective new smoking cessation medication after many years when there has been little new to offer those unable to quit with existing treatments. ASH ha

i-hpa.org

CLINICAL MICROBIOLOGY REVIEWS, Jan. 2006, p. 50–620893-8512/06/$08.00ϩ0 doi:10.1128/CMR.19.1.50–62.2006Copyright © 2006, American Society for Microbiology. All Rights Reserved. Melaleuca alternifolia (Tea Tree) Oil: a Review of AntimicrobialC. F. Carson,1 K. A. Hammer,1 and T. V. Riley1,2* Discipline of Microbiology, School of Biomedical and Chemical Sciences, The University of Western

Copyright © 2010-2014 Pharmacy Pills Pdf