Medicamentsen-ligne vous propose les traitements dont vous avez besoin afin de prendre soin de votre santé sexuelle. Avec plus de 7 ans d'expérience et plus de 80.000 clients francophones, nous étions la première clinique fournissant du acheter levitra original en France à vente en ligne et le premier vendeur en ligne de Cialis dans le monde. Pourquoi prendre des risques si vous pouvez être sûr avec Medicamentsen-ligne - Le service auquel vous pouvez faire confiance.

Farmaceutico_ma.p65

CONHECIMENTOS GERAIS
04. O princípio da rede regionalizada e hierarquizada de servi-
01. De acordo com a Constituição Federal: Título VIII – Cap II,
Seção II – Saúde, compete ao sistema único de saúde – (A) responsabilização dos municípios pela atenção primá- ria, dos estados pela atenção secundária e da esferafederal pelas instituições de ensino superior e de assis- (A) executar as ações de vigilância sanitária e epidemioló- gica, bem como as de saúde do trabalhador.
(B) distribuição espacial dos equipamentos e estabeleci- (B) isentar da contribuição para seguridade social as entida- mentos em função das características epidemiológicas des filantrópicas que prestam assistência à saúde.
de cada localidade, descentralizando os serviços maissimples e concentrando os mais complexos.
(C) indicar as empresas privadas, de capital estrangeiro, que podem prestar assistência de saúde no país.
(C) organização racional da oferta de serviços redirecio- nando usuários de maior poder aquisitivo para convê- (D) estabelecer as categorias profissionais e o número de nios de saúde e descentralizando os serviços mais sim- servidores que desenvolvem as ações de atenção à saúde, ples, facilitando o acesso dos usuários de baixa renda.
(D) distribuição espacial dos estabelecimentos de saúde em (E) regulamentar a obtenção, remoção, transporte e comer- função das características geográficas, demográficas e cialização de tecidos, substâncias e órgãos humanos socioeconômicas de cada município.
(E) responsabilização dos municípios pela implantação de programas de saúde e campanhas no que diz respeito àsaúde da criança, da mulher e do adulto, enquanto o Para responder à questão de número 02, considere os itens abaixo:
estado se ocupa da atenção secundária e terciária.
“A eclosão de doenças depende da estruturação de seus fa- 02. A participação da comunidade na gestão do SUS está asse-
tores condicionantes: sociais, ambientais, genéticos, bioló- gurada por meio de representantes dos usuários no(s) 05. A interação dos fatores descrita no texto acima define
03. Ações voltadas para a promoção da saúde e incremento da
qualidade de vida, valorização do papel dos indivíduos nocuidado com sua saúde, de sua família e da comunidade e, 06. São exemplos de medidas de prevenção primária:
não apenas dirigidas à cura e prevenção de doenças, des-creve a estratégia de atenção à saúde adotada no (A) exames médicos periódicos, tratamento precoce e fisio- (A) Programa de Agentes Comunitários de Saúde – PACS.
(B) imunização, aconselhamento genético e alimentação (C) Sistema Único de Saúde – SUS.
(C) tratamento precoce, terapia ocupacional e higiene pes- (D) Programa Saúde da Família – PSF.
(D) moradia adequada, exames médicos periódicos e rea- (E) Modelo Médico-Assistencial Privativista.
(E) aconselhamento genético, diagnóstico precoce e fisio- Para responder à questão de número 07, observe atentamente
09. A relação ética do exercício da profissão farmacêutica pre-
vê direito e deveres dos profissionais.
Assim, é um direito do profissional, embasado em seu Có- Tabela 1 – Coeficiente de mortalidade infantil – CMI*, no
município de São Paulo, 1991 a 2000.
1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 (A) emprestar seu nome para propaganda de medicamento ou outro produto farmacêutico, tratamento, instrumen- CMI 26,0 25,2
tal ou equipamento hospitalar, empresa industrial ou comercial com atuação no ramo farmacêutico.
(B) permitir a utilização de seu nome, mesmo como respon- Tabela 2 – Coeficiente de mortalidade infantil – CMI*, por dis-
sável técnico, pelos estabelecimentos públicos ou priva- tritos de residência da mãe. Município de São Pau- dos, ainda que não exerça, pessoal e efetivamente, a profissão, porém esteja assessorado por auxiliares com-petentes.
(C) cobrar e receber remuneração do usuário do serviço público ou privado, podendo, dessa forma, ampliar seus (D) exercer, simultaneamente, a Farmácia e a Medicina ou (E) recusar-se a exercer a profissão em instituição pública ou privada onde inexistam condições dignas de traba- lho ou que possam prejudicar o paciente, com direito a representação, junto às autoridades sanitárias e profis-sionais, contra a instituição.
07. Após análise dos dados apresentados, é possível afirmar
que na cidade de São Paulo o Coeficiente de MortalidadeInfantil – CMI 10. Um paciente dirige-se a um estabelecimento farmacêutico
e é atendido pelo profissional, solicitando um medicamento (A) manteve-se estável na última década, exceto nos distri- De acordo com o Código de Ética da profissao farmacêuti- (B) apresentou elevação acentuada no ano de 2000, devido à elevação nas taxas de desemprego.
(A) está autorizado a aconselhar e a prescrever medica- (C) não é um bom indicador de saúde, pois é fortemente mentos de livre dispensação, nos limites da atenção influenciado pelas condições socioeconômicas da po- (B) deve recusar-se a atender o paciente para não ferir a (D) vem apresentando tendência de elevação na última década, devida, principalmente, ao aumento popula-cional nos bairros mais pobres.
(C) deve denunciar às autoridades competentes toda a for- (E) vem apresentando tendência de queda, porém ainda ma de auto-medicação, impedindo a comercialização existem padrões bastante diversos entre diferentes re- (D) deve anunciar serviços ou produtos farmacêuticos, dan- do ênfase especial a preços e modalidades de paga- 08. De acordo com a Portaria no 1.943 (Ministério da Saúde),
de 18.10.2001, são de notificação compulsória em todo ter-ritório nacional, entre outras doenças, os casos suspeitos (E) está autorizado a fazer a venda dos medicamentos so- licitados e, a fim de prestigiar iniciativas comerciais,indicar outros.
(A) parotidite, antraz, raiva humana e orquite.
(B) tularemia, toxoplasmose, hepatite A e cólera.
(C) hanseníase, orquite, febre maculosa e varíola.
(D) botulismo, carbúnculo, hanseníase e coqueluche.
(E) toxoplasmose, esquistossomose, botulismo e gripe.
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
15. Acredita-se que a ação terapêutica dos beta-bloqueadores
como propranolol na angina de peito (angina pectoris) seja 11. A maior proporção da dose de uma droga administrada por
via oral será absorvida no intestino delgado. Todavia, su-pondo-se que o transporte passivo da forma não-ionizada (A) redução na produção de catecolaminas.
da droga determina sua taxa de absorção, o composto que (B) dilatação da vasculatura coronariana.
será absorvido em menor grau no estômago é (C) diminuição na exigência de oxigênio do miocárdio.
(D) aumento da resistência periférica.
(E) aumento da sensibilidade às catecolaminas.
16. A segurança de um novo fármaco é expressa através de um
parâmetro chamado de índice terapêutico (IT), que é calcu-lado utilizando-se a seguinte fórmula: (A) IT = Dose Letal 90 / Dose Eficiente 90.
(B) IT = Dose Eficiente 50 / Dose Letal 50.
12. O sucesso no tratamento farmacológico do diabetes depen-
de da escolha das drogas corretas. Assim, o grupo dos princi- (C) IT = Dose Letal 50 / Dose Eficiente 50.
(D) IT = Dose Máxima 50 / Dose Mínima 50.
(A) o glucagon e os glicocorticoides.
(E) IT = Dose Mínima 50 / Dose Letal 50.
17. Um efeito colateral perigoso e previsível do nadolol (um
(C) a sulfoniluréia e as biguanidas.
beta-bloqueador), que constitui a contra-indicação para oemprego clínico em pacientes suscetíveis, é a indução de (D) as tiazolidenidionas e a insulina.
13. Das drogas recomendadas para a redução do colesterol
sangüíneo, a que inibe a síntese do colesterol por bloquear a 3-hidroxi-3-metilglutarilcoenzima A (HMG-CoA) redutase é 18. A neostigmina antagoniza eficientemente o relaxamento da
14. Em um paciente hipertenso, recebendo insulina para o tra-
tamento de diabetes, a droga que deve ser utilizada comcuidados extremos e orientação ao paciente é 19. A ação farmacológica primária do omeprazol consiste na
(D) da secreção de ácido gástrico.
(E) da secreção do fator intrínseco.
20. A Fluoxetina é um fármaco utilizado no tratamento da de-
25. Dos fatores abaixo listados ligados ao paciente, os que po-
dem aumentar o risco de uma reação adversa são: (A) inibição de Monoaminooxidase (MAO).
(B) depleção de neurotransmissores nas fendas sinápticas.
(C) inibição da recaptação seletiva de dopamina.
(D) inibição da recaptação seletiva de serotonina.
(D) forma farmacêutica e via de administração.
(E) bloqueio da recaptação-1 de noradrenalina.
21. A curva ABC é uma ferramenta de administração farma-
26. A comissão à qual compete zelar pelo uso racional de me-
dicamentos em um sistema de saúde é a comissão de (A) indicação terapêutica de um fármaco.
(C) organização de prontuários médicos.
22. O sistema de dispensação hospitalar, em que os medica-
mentos são dispensados mensalmente para um determina-do número de pacientes, é chamado sistema de dispensação 27. No processo de controle de estoque, o tempo de reposição
de um medicamento em um hospital é definido pelo 23. A seguinte definição da Organização Mundial de Saúde:
“Acontecimentos nocivos e não intencionais que aparecem 28. A forma farmacêutica que não deve ser utilizada intraveno-
com um medicamento a doses recomendadas normalmente para a profilaxia, o diagnóstico e o tratamento de uma en-fermidade” refere-se (B) à reação adversa a medicamentos.
(D) o frasco-ampola com pó de preparo extemporâneo.
29. Duas drogas podem agir sobre um mesmo tecido ou órgão
24. O conceito a seguir: “a provisão responsável de cuidados
através de receptores independentes, tendo como resultado relacionados a medicamentos com o propósito de conse- efeitos em direções opostas. Esse evento é conhecido como guir resultados definitivos que melhorem a qualidade de 30. Os aminoglicosídeos são drogas com um grande potencial
34. Em uma prescrição médica ambulatorial contendo morfina
comprimido, a principal orientação que deve ser dada aopaciente pelo farmacêutico, na hora da dispensação, é 31. Considerando que um médico prescreveu para um paciente
hipertenso nifedipina 20 mg comprimido de liberação pro-longada de 12 em 12 horas, e na farmácia só se encontra 35. Em um paciente desnutrido, o farmacêutico deve monitorar,
disponível nifedipina 10 mg comprimido, a melhor atitude, na hora de auxiliar o médico a selecionar uma farmacote- baseada nos princípios de atenção farmacêutica, a ser to- (A) fornecer 2 comprimidos de 10 mg para serem admi- (B) o nível de colesterol plasmático.
(C) sugerir ao médico substituição dessa droga por outra.
(D) orientar o paciente a procurar outra farmácia que te- (E) sugerir ao médico que altere o regime posológico para 36. A melhor metodologia para evitar o vencimento do prazo
de validade de medicamentos em uma farmácia é 32. Quando um recém-nascido é acometido por problemas hema-
(A) a realização de compras espaçadas.
tológicos decorrentes da doença hemorrágica do recém-nas-cido, o tratamento farmacoterapêutico de escolha é a admi- (B) a diminuição no volume de compras.
37. Em pacientes hepatopatas, os aminoácidos que devem ser
utilizados no preparo da nutrição parenteral são: 33. A farmacoeconomia tem como princípio
(B) aminoácidos de cadeia ramificada.
(A) adquirir medicamentos mais baratos para o Sistema de (B) evitar a automedicação através da orientação de pa- (C) despadronizar medicamentos caros.
(D) compatibilizar eficiência com custo de medicamentos.
(E) conhecer os usuários de medicamentos através de fer- 38. Em quimioterapia, o uso da droga filgrastima tem finalidade
42. A Lei no 5.991/73 conceitua e define empresas farmacêuti-
cas, comércio e distribuição de drogas e insumos farma- cêuticos, bem como produtos farmacêuticos, entre outros.
Assim sendo, a definição de Posto de Medicamentos, con- (A) estabelecimento destinado exclusivamente à venda de medicamentos industrializados, em suas embalagens originais e constantes de relação elaborada pelo órgãosanitário federal e publicada na Imprensa Oficial, para atendimento a localidades desprovidas de farmácia oudrogaria.
39. Na organização do estoque de medicamentos de um hospi-
(B) setor de fornecimento de medicamentos industrializa- tal ou farmácia ambulatorial de regime jurídico público, a dos, privativo de pequena unidade hospitalar ou equi- (C) estabelecimento de dispensação e comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos, em (B) nome comercial e forma farmacêutica.
(C) forma farmacêutica e nome comercial.
(D) empresa que exerce direta ou indiretamente o comér- cio atacadista de drogas, medicamentos em suas em- (D) forma farmacêutica e apresentação.
balagens originais, insumos farmacêuticos e correlatos.
(E) forma farmacêutica e nome genérico.
(E) estabelecimento de manipulação de fórmulas magis- trais e oficinais, de comércio de drogas, medicamen-tos, insumos farmacêuticos e correlatos, compreenden-do o de dispensação e o de atendimento privativo de 40. O etambutol é ministrado em associação com outros agen-
unidade hospitalar ou de qualquer outra equivalente tes antituberculose, no tratamento da tuberculose, a fim de 43. Segundo a Lei no 9.787/99, que estabelece o medicamento
(B) facilitar a penetração através da barreira hemato- genérico e dispõe sobre a utilização de nomes genéricos em produtos farmacêuticos, é correto afirmar que medica-mento genérico é (C) retardar o desenvolvimento de resistência pelos micror- (A) o produto inovador registrado no órgão federal res- (D) retardar a excreção de outras drogas antituberculose ponsável pela vigilância sanitária e comercializado no país, cuja eficácia, segurança e qualidade foram com-provadas cientificamente por ocasião do registro.
(E) retardar a absorção após a injeção intramuscular.
(B) o medicamento similar a um produto de referência ou inovador, que se pretende ser com este intercambiável, 41. A Lei no 9.782, de 26.01.1999, diz respeito
com comprovada eficácia, segurança e qualidade edesignado pela DCB ou, na sua ausência, pela DCI.
(A) à regulamentação dos direitos e obrigações relativos à (C) aquele que contém o mesmo ou os mesmos princípios ativos, apresenta a mesma concentração, forma farma- (B) à aprovação do rito processual no Conselho Federal cêutica, via de administração, posologia e indicação terapêutica, devendo sempre ser identificado pelo nomecomercial de marca.
(C) à criação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária.
(D) o produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou elabo- (D) a prerrogativas sobre o exercício da responsabilidade rado, com finalidade profilática, curativa, paliativa ou (E) à aprovação da tabela de anuidades, taxas e emolu- (E) droga ou matéria prima aditiva ou complementar de mentos dos Conselhos Regionais de Farmácia.
qualquer natureza, destinada a emprego em medica-mentos, quando for o caso, e seus recipientes.
44. A Lei nº 6.360, de 23.09.1976, dispõe sobre
47. A Portaria no 176 MS, de 08.03.1999, refere-se
(A) a configuração de infrações à legislação sanitária fe- (A) ao estabelecimento de critérios e requisitos para a qua- deral, estabelecendo as sanções respectivas.
lificação dos municípios e estados, ao incentivo à As-sistência Farmacêutica e à definição de valores a se- (B) o Estatuto da Criança e do Adolescente.
(B) à regulamentação da participação de Conselheiros Fe- (C) a atualização do valor das multas previstas na Lei nº 3.820 derais e Representantes Regionais nos encontros de entidades profissionais farmacêuticas.
(D) modificação do artigo 1º do Decreto Lei nº 150 que (C) à regulamentação de instituição de normas para Lici- dispensa de registro, no Serviço Nacional de Fisca- tações e Contratos da Administração Pública e dá ou- lização da Medicina e Farmácia, os diplomas expe- didos por escolas ou faculdades de medicina ou far-mácia.
(D) ao controle sanitário a que ficam sujeitos a medica- mentos, drogas e insumos farmacêuticos e correlatos, (E) a vigilância sanitária a que ficam sujeitos os medica- cosméticos, saneantes e outros produtos, e dá outras mentos, drogas, insumos farmacêuticos, correlatos, cos- (E) a prerrogativas sobre o exercício da responsabilidade técnica em estabelecimentos farmacêuticos homeopá- 45. É correto afirmar que são atribuições privativas do farma-
(A) a responsabilidade técnica pela produção de produtos 48. A Lei no 8.142, de 28.12.90, que dispõe sobre a participa-
ção da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde,em seu artigo 1o determina que: “O SUS contará, em cada (B) a responsabilidade técnica por estabelecimentos que esfera de governo, sem prejuízo das funções do Poder produzam domissaneantes e cosméticos.
Legislativo, com as seguintes instâncias colegiadas”. Asinstâncias a que se refere o texto são: (C) a fiscalização sanitária e técnica de empresas, setores, estabelecimentos, fórmulas, produtos e métodos far- (A) os Conselhos Federal e Regionais de Profissões.
(B) a Conferência de Saúde e o Conselho de Saúde.
(D) a responsabilidade técnica por estabelecimentos que (C) os Conselhos Regionais, Federal e Sindicatos Profis- (E) a responsabilidade técnica por estabelecimentos que realizem as análises reclamadas pela clínica médica.
(D) as Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde.
46. Segundo a Portaria no 507, é correto afirmar que a RENAME
(E) os prestadores de serviços de saúde privados e públicos.
(A) indicados pelos convênios de saúde para obtenção de 49. A lei que dispõe sobre “as condições para a promoção, pro-
teção e recuperação da saúde, a organização e o funciona-mento dos serviços correspondentes e dá outras providên- (B) mais baratos encontrados nas farmácias e drogarias.
(C) de marca que devem ser utilizados pelo SUS por não (A) Lei no 8.080, de 19.09.90, sobre a criação e funciona- (D) que devem ser utilizados pelos serviços públicos de (B) Lei no 9.787, de 10.02.99, sobre o estabelecimento de saúde com a necessária adaptação às necessidades dos (C) Lei no 8.212, de 24.07.91, sobre a organização da (E) essenciais, obrigatoriamente disponíveis nas farmácias hospitalares e drogarias para os portadores de doençascrônicas.
(D) Lei no 3.820, de 11.11.60, sobre a criação do CFF e dos (E) Lei no 9.279, de 14.05.96, sobre direitos e obrigações relativos à propriedade industrial.
50. Segundo a Lei no 5.991/73, a dispensação de medicamen-
53. Assinale a alternativa que contém a definição de Medica-
(A) farmácia, drogaria, ervanária, posto de medicamento (A) É o que apresenta, na sua composição, ao menos um fármaco ativo que tenha sido objeto de patente, mes-mo já extinta, por parte da empresa responsável por (B) drogaria, dispensário de medicamentos, unidade vo- desenvolvimento e introdução no mercado do país de (B) São equivalentes farmacêuticos que, ao serem admi- (C) farmácia, drogaria, drugstore, ervanária e posto de nistrados na mesma dose molar e nas mesmas condi- ções experimentais, não apresentam diferenças esta-tisticamente significativas em relação à biodisponibi- (E) farmácia, drogaria, posto de medicamento, unidade (C) É um produto farmacêutico, tecnicamente obtido ou volante e dispensário de medicamentos.
elaborado, com finalidade profilática, curativa, palia-tiva ou para fins de diagnóstico.
51. Ainda segundo a Lei no 5.991/73, é correto afirmar que
(D) É aquele que contém os mesmos princípios ativos, mesma concentração, forma farmacêutica e via de ad- (A) a farmácia poderá manter laboratório de análises clí- ministração, não necessitando, assim, de provas para a nicas sob responsabilidade técnica do farmacêutico, desde que nas mesmas dependências da farmácia.
(E) É todo e qualquer produto farmacêutico elaborado (B) a presença do técnico responsável será obrigatória dentro de padrões rígidos de qualidade, com finalida- durante pelo menos metade do horário de funciona- de profilática, curativa, paliativa ou para fins de diag- (C) a venda de produtos dietéticos contendo substâncias medicamentosas poderá ser realizada por estabeleci- 54. São medicamentos isentos de testes de bioequivalência:
(A) todos os medicamentos de uso oral.
(D) a cada farmacêutico será permitido exercer a direção (B) os medicamentos para uso tópico não sistêmico.
técnica de, no máximo, duas farmácias, sendo umacomercial e uma hospitalar.
(C) os medicamentos de uso oral com fármacos absorvíveis (E) o funcionamento de farmácia ou drogaria é permitido, sem a assistência do técnico responsável ou seu subs- (D) os medicamentos de uso oral na forma farmacêutica tituto, pelo período máximo de noventa dias.
(E) os medicamentos cujos fármacos apresentem alta so- 52. Segundo reza a Lei nº 3.820/60, a renda do Conselho Fede-
ral de Farmácia, além de eventuais doações, legados ou ain-da subvenções governamentais, é composta por 55. Compreende-se por assistência farmacêutica “o conjunto
de ações e serviços com vistas a assegurar a assistência (A) 100% das multas aplicadas por aquele órgão no exer- terapêutica integral, a promoção e a recuperação da saúde cício da fiscalização direta da entidade.
nos estabelecimentos públicos e privados que desempenhamatividades de projeto, pesquisa, manipulação, produção, (B) 10% das anuidades cobradas pelos CRFs do país e 25% conservação, dispensação, distribuição, garantia e controle referentes às multas e expedição de documentos.
de qualidade, vigilância sanitária e epidemiológica de me-dicamentos e produtos farmacêuticos”. Com relação às dis- (C) 25% da renda de cada CRF obtida por expedição de posições sobre a assistência farmacêutica em farmácias e carteiras e certidões, cobrança de taxas e anuidades, (D) 15% da renda de cada CRF mais a cobrança direta das anuidades e a expedição de certidões.
(E) 15% da renda de cada CRF mais 50% da cobrança direta das anuidades e a expedição de certidões.
56. Adoção da RENAME, regulamentação sanitária de medi-
59. A Portaria no 344, de 12.05.1998, refere-se à
camentos, reorientação da assistência farmacêutica e pro-moção da produção de medicamentos constituem algumas (A) aprovação do regulamento técnico sobre substâncias e medicamentos sujeitos a controle especial.
(A) do Ministério de Ciência e Tecnologia para a área de (B) autorização da liberação, através dos Serviços de Vi- gilância Sanitária de produtos importados diretamenteou através de terceiros.
(B) da Política Nacional de Medicamentos.
(C) publicação de novas normas para estudo da toxicidade e eficácia de produtos fitoterápicos.
(D) relação de documentos necessários à formação de pro- (D) da Política Nacional de Recursos Humanos.
cessos para solicitação de registros de medicamentosimportados.
(E) do Código de Ética da profissão farmacêutica.
(E) proibição da prescrição do medicamento Talidomida para mulheres em idade fértil em todo o território na- 57. É papel do Conselho Nacional de Saúde, em instância fe-
(A) formular o orçamento da área da saúde e previdência 60. Baseando-se no texto a seguir, assinale a alternativa correta.
Com relação à implantação da política nacional de medica- (B) formular estratégias e controlar a execução da política mentos, a responsabilidade do gestor estadual se expressa, (C) controlar a aplicação do orçamento na área de (A) em estabelecer normas e promover a assistência far- macêutica nas três esferas de governo.
(D) formular estratégias de controle orçamentário das áreas (B) em apoiar a organização de consórcios intermunicipais de saúde destinados à prestação de assistência farma- (E) organizar as conferências municipais de saúde.
(C) em associar-se a outros municípios, por intermédio da organização de consórcios, tendo em vista a execuçãoda assistência farmacêutica.
58. A respeito da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais,
(D) em organizar e coordenar as ações de vigilância sani- tária e epidemiológica nos municípios de pequeno e (A) é instrumento de ação do SUS, auxiliando no trata- mento e controle da maioria das patologias prevalentesno país.
(E) em organizar e coordenar as ações de vigilância epidemiológica e de medicamentos nos municípios de (B) é base para o registro de medicamentos genéricos e (C) torna obrigatória a adoção da denominação genérica nas compras e licitações públicas.
(D) é base para o credenciamento de serviços médicos ambulatoriais e hospitalares na rede privada de saúde.
(E) se trata do conjunto de medicamentos voltados para a assistência hospitalar, ajustado às doenças crônicas dapopulação.

Source: http://www.tvprudente.com.br/provas_de_concursos/PRV0508/m_farpmsp02.pdf

cuper.es

La Farmacoterapia implica el manejo, en condiciones controladas, de sustancias de actividadfarmacológica probada. Por ello, la administración coincidente en el tiempo (de la acción y/ode paso por el organismo) de dos o más medicamentos implica, de hecho, la pérdida de talescondiciones controladas. En definitiva, lo que ocurre con la irrupción de un segundo medicamentoen el tratamiento de un

Copyright © 2010-2014 Pharmacy Pills Pdf